Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 29 de novembro de 2020.
 
Rede Vip
Cadastre-se
Esqueci minha senha
12/11/2004
Responsabilidade Social
ABENDE - ONS 58

 
                                            
 

 

PRIMEIRAS NORMAS NACIONAIS SÃO APROVADAS
 

 


Participantes da Reunião com Alessandra Alves ao fundo

 


Foram aprovadas as primeiras Normas Nacionais (NBR) de END, desenvolvidas pelas Comissões de Estudos da ABENDE (ONS-58), sendo elas:

- Ensaios não destrutivos - Líquido Penetrante - Terminologia
- Ensaios não detsrutivos - Partícula Magnética - Terminologia
- Ensaios não destrutivos - Ensaio Visual - Terminologia
- Ensaios não destrutivos - Estanqueidade para saneamento básico - Terminologia
- Ensaios não destrutivos - Estanqueidade para saneamento básico - Requisitos e Métodos de Ensaio
- Ensaios não destrutivos - Correntes parasitas em tubos não ferromagnéticos instalados em trocadores de calor - Requisitos e métodos de ensaio.
- Ensaios não destrutivos - Emissão acústica - Terminologia

Estes Projetos de Norma foram encaminhados à ABNT para homologaão, onde receberão um número como Norma Nacional (NBR). A partir da segunda quinzena de novembro estas normas já estarão disponíveis na ABNT para compra.

Maiores informaões através do e-mail: normalizacao@abende.org.br ou tel (11) 5586-3195.




COMISSÃO DE ESTUDOS APROVA PROJETO DE NORMA DE QUALIFICAÃO E CERTIFICAÃO DE PESSOAL

No último dia 28 de outubro, a Comissão de Estudos de Qualificaão e Certificaão aprovou o projeto de Norma NBR ISO 9712 Ensaios Não Destrutivos – Qualificaão e Certificaão de Pessoal. O Projeto foi encaminhado à ABNT para ser homologado como norma nacional e estar disponível para compra a partir da segunda quinzena de novembro.

Participaram da reunião de análise de votos da Consulta Pública o Sr. Edson José Eufrásio (V&M do Brasil); Sr. Paulo da Cruz Silva (Eletronuclear); Sr. Marcelo Aparecido da Silva (Petroquímica União); Sr. Humberto S. Campinho (PETROBRAS); Sr. Marcelo Neris de Santana (ABENDE); Carlo Filippini (ABEMI), e Sra. Alessandra Alves (ABENDE).



NOVAS COMISSÕES DE ESTUDOS

No âmbito das atividades do ONS-58 foram criadas as Comissões de Estudo de Calibraão e Métodos Especiais de END.

Segue, abaixo, escopo das Comissões.

Escopo - CE Métodos Especiais: Normalizaão no campo dos métodos de ensaios não destrutivos aplicados em madeira e concreto no que concerne à terminologia, métodos de ensaio, requisitos de desempenho de equipamentos de ensaio e acessórios.

Escopo CE Calibraão - Normalizaão no campo de calibraão de equipamentos para ensaios não destrutivos no que concerne a terminologia e procedimentos para a calibraão.


COMISSÃO DE ESTUDOS DE ULTRA-SOM SE REÚNE NO SEQUI

No último dia 27 de setembro foi realizada a 4ª Reunião da Comissão de Estudos de Ultra-Som nas dependências da PETROBRAS/SEQUI visando envolver os especialistas da região no desenvolvimento e revisão de normas nacionais de ultra-som.

Nesta reunião a Engª Marília Tarantino (ABNT) relatou aos presentes como surgiu a demanda para esta Comissão, ressaltando a importância da padronizaão e da nacionalização na área de ensaios não destrutivos.

Também estiveram presentes os srs. Manoel Chacon Neto (BBL), Batista Cezário Albino (Industrial Ultrasonic), Hermann Schubert (GE IT), Ézio Angioletti (ABENDE), Manfred Ronald Richter (PETROBRAS/SEQUI), Maurício Marques Fontes (GE IT), Humberto Silva Campinho (PETROBRAS/SEQUI), Paulo César Henriques (Consultor), Heleno Ribeiro (Confab Industrial) e a Eng Alessandra Alves (ABENDE).


NORMALIZAÇÃO X NORMATIZAÇÃO

Embora o sistema lingístico da língua portuguesa permita o registro das duas palavras, normalizaão e normatizaão, essa última não consta sequer no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras.

Determinadas palavras possuem um significado geral e, às vezes, um significado específico diferente. Assim, consultando-se o Vocabulário de Terminologia Técnica, é encontrada apenas a palavra "normalizaão".

A palavra "normalizaão" é adotada pelos organismos de normalizaão do mundo todo e tem seu uso consagrado no Brasil há mais de 50 anos. Sua grafia na língua portuguesa segue o mesmo padrão de outras línguas latinas: espanhol - normalización; francês - normalisation; italiano - normalizzacione, e também em alemão (normalisierung).

A ABNT adota a palavra "normalizaão" por considerá-la a que melhor se enquadra na tarefa exercida, de acordo com a definião do Novo Dicionário Ilustrado da Língua Portuguesa (Aurélio Buarque de Hollanda), que define "normalizar" como "submeter a norma; padronizar".


A NORMA QUE SUA EMPRESA NECESSITA AINDA NÃO EXISTE?
SAIBA O QUE FAZER SE A RESPOSTA FOR NÃO !!

comum a ABNT ser questionada sobre o porquê da não existência de determinada norma. Isto ocorre devido ao fato de não estar claro, para um grande número de pessoas, como as Normas Brasileiras são elaboradas.

Inicialmente, temos que registrar que as Normas Brasileiras são desenvolvidas considerando, principalmente, o seguinte:

Voluntariedade - a normalizaão está baseada no envolvimento voluntário de todos os interessados, e

Consenso - a visão e a participaão de todos os interessados deve ser levada em consideraão: produtores, consumidores e neutros (laboratórios, universidades, governo, institutos de pesquisa etc.).

Portanto, fundamental que haja vontade das partes relacionadas com o assunto objeto da norma a ser criada de participar do seu processo de elaboraão. S assim poderemos ter a norma que se necessita.

Costumamos dizer que cabe à sociedade (em particular, aos setores organizados) dizer o QUE e QUANDO normalizar, e à ABNT cabe dizer o COMO normalizar.

Por isso o acervo da ABNT, com cerca de 9500 normas, não tem tudo o que se procura mas todo ele está pautado na necessidade apontada por determinado segmento em determinado momento.

Mas como iniciar o processo?

A necessidade pela norma, comumente, é apresentada à ABNT pelo setor industrial ou pelo governo, mas qualquer interessado pode fazê-lo. Para tanto, basta comunicar essa necessidade à ABNT, que solicita ao seu Comitê Brasileiro relacionado com o tema a inclusão do assunto no Programa de Normalizaão Setorial (onde são estabelecidas as prioridades de normas).

Mesmo que não exista Comitê Brasileiro, a demanda pode ser atendida. A ABNT pode criar uma Comissão de Estudo Especial, nos casos em que a necessidade est ligada a uma norma, ou orientar para a criaão de um novo Comit Brasileiro.


Mais informaões sobre o ONS e os Projetos de Norma enviados à ABNT, tratar com a Engª Alessandra Alves (Coordenadora de Normalizaão/ABENDE) através do e-mail: normalizacao@abende.org.br ou tel.: (11) 5586-3195.

   
Patrocinadores ONS-58

     



Visite nosso site:
www.abende.org.br

News ONS 58: É autorizado o reenvio ou reproduão parcial ou na íntegra dos textos publicados desde que citada a fonte ou URL. Desenvolvido totalmente pelo pessoal interno.


ABENDE "Tecnologia preservando a vida"
Missão: "Difundir a tecnologia dos END e Inspeão, preservando a vida das pessoas e o meio ambiente"
Sede: Rua Guapiaçu, 5 - Vila Clementino - Cep: 04024-020 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 5586 3199 - Fax: (11) 5581 1164 - e-mail: abende@abende.org.br - www.abende.org.br


 
     


Atalhos da página



Av. Presidente Wilson, n° 1.473 - 2º andar - conjunto 21/22 - Centro - São Vicente / SP / CEP 11.320-001
Telefone:(13) 3466-7187, (13) 3466-9115 ou (13) 3466-2570.
Logotipo
Rede Corporativa e-Solution Backsite